A mineração de bitcoins em casa está de volta

Quando o algoritmo Bitcoin Proof of Work (PoW) não era tão difícil de resolver, os primeiros usuários desse protocolo podiam extrair bitcoins de seus PCs e laptops, individualmente.
As “fazendas” de mineração de bitcoin de hoje consistem em enormes galpões e até mesmo contêineres comerciais, abrigando dezenas de equipamentos que geram altos níveis de ruído e calor.
Porém, há alguns anos, a mineração de Bitcoins é realizada em equipamentos altamente especializados, conhecidos como ASIC (Application Specific Integrated Circuit), hardware que tem empresas como Bitmain, MicroBT e Canaan entre seus principais fabricantes.
Além disso, os usuários não podem mais minerar bitcoins individualmente, devido à enorme competição em poder de mineração ou taxa de hash, que é distribuída entre vários jogadores ao redor do mundo.
Portanto, os mineiros têm que aderir aos chamados pools de mineração, para que, com o poder de todos os participantes, possam confirmar blocos regularmente e obter bitcoins para essa atividade.